domingo, 8 de janeiro de 2012

Forte Junqueira

Situada à margem direita do Rio Paraguai, Corumbá foi uma das cidades conquistadas pelos paraguaios na Guerra da Tríplice Aliança (1861 a 1870) e delimitou o ponto mais ao norte do avanço das tropas de Solano Lopes. Esse é o motivo que tornou Corumbá uma das mais importantes Praças de Guerra do Centro-Oeste brasileiro.
Em 1871, logo após a Guerra da Tríplice Aliança, foi criada a Comissão de Engenheiros Militares de Mato Grosso com o objetivo de efetuar a reorganização defensiva da região e de suas fronteiras. Com relação à Corumbá, para melhor defender o núcleo urbano, a Comissão decidiu executar um plano de defesa definitivo que era formado por uma rede de fortificações posicionadas desde a embocadura do Canal do Tamengo até a localidade de Ladário.
Foram construídos cinco fortes: LIMOEIRO, JUNQUEIRA, CONDE D'EU, DUQUE DE CAXIAS E MAJOR GAMA.
Atualmente, só existe o FORTE JUNQUEIRA, denominação em reverência ao então Ministro da Guerra, Dr. João José de Oliveira Junqueira, que o mandara construir. O projeto desta fortificação foi do então Maj Joaquim da Gama Lobo D'Eça (Maj Gama), sendo o seu construtor o Maj Júlio Anacleto Falcão da Frota.
Primorosa obra militar, o FORTE JUNQUEIRA foi construído em 1871, logo após a Guerra do Paraguai, todo em pedra rejuntada e argamassada sobre escarpada formação calcárea, dominando longo estirão do Rio Paraguai.
Suas paredes têm meio metro de espessura. Seu traçado é um polígono de oito lados, em que dois ângulos são reentrantes, assemelhando-se a um quadrado ligado ao lado maior de um retângulo. Localiza-se na parte oriental da cidade de Corumbá, na margem direita do Rio Paraguai, em terreno de 17º Batalhão de Fronteira que é o responsável pela sua conservação e guarda. Seu acervo é constituído de onze canhões Fried Krupp (Inglês) raiados de 75 mm e de fabricação variando do ano de 1872 a 1884, sendo a maior parte deles datado de 1874, que nunca foram utilizados. Texto daqui.

Na entrada do 17 B Fron




Vista do Forte



O Pantanal é muito lindo!



Aqui os soldados iniciam o curso de Operações no Pantanal

Há instruções básicas de sobrevivência...

... conhecimento sobre as espécies de peixes do Pantanal,


bem como dos animais que serão encontrados.





2 comentários:

Daniela Gonçalves Oliveira disse...

Adorei a postagem, muito interessante. Certamente um passeio inesquecível! Um dia chego lá, o Pantanal e Bonito -MS que me aguardem!!!!!!

Jopz_B1B disse...

opaz, tbem achei interessante... de fato o pantanal é show e tem muita coisa legal pra ver e fazer (e olha que eu já fui umas 10X pra lá e nem sabia desse forte)...

só não kurto os animais empalhados... quando fomos para Cuiaba visitamos um museu de historia natural com varios animais da coleção do Mal. Rondon... KARAKAS aquilo parecia mais um MUSEU DOS HORRORES, bichos com botão de roupa no lugar dos olhos, palha saindo dos buracos de bala do abate...

JOPZ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...